Notícias

Semana distrital de Planeamento Familiar

17 Dezembro 2018
Feira de Saúde na Semana de Planeamento Familiar na Praça Yon Gato
Feira de Saúde na Semana de Planeamento Familiar na Praça Yon Gato

UNFPA/STP - Água Grande e Lobata acolheram a Semana de Planeamento Familiar. Caué também estava na agenda. Mas um inesperado infortúnio forçou o adiamento das actividades programadas.

Em ambiente de Feira de Planeamento Familiar, durante cinco dias, os serviços de Saúde Reprodutiva realizaram várias actividades de sensibilização e esclarecimento com vista a reforçar o aumento da procura desses serviços pela população, além de proporcionar acções de promoção, protecção da saúde e o bem-estar de homens, mulheres, jovens e adolescentes.

Outra finalidade da Feira é reforçar o conhecimento do referido grupo alvo, de modo a reduzir o número de gravidez não desejada.

As acções de sensibilização abrangem igualmente algumas comunidades fora dos centros urbanos ou capitais distritais, onde os índices de gravidez é ainda relativamente alto. Todos os cidadãos têm direito a consultas e serviços de planeamento familiar, independentemente do sexo, idade ou estado civil. 


Jovens interessados em fazer teste de VIH

O conceito de Saúde Reprodutiva implica que as pessoas tenham uma vida sexual satisfatória e segura; e decidir quando e com que frequência querem ter os filhos. Ter acesso a métodos de planeamento familiar da sua escolha e a serviços de saúde adequados, que permitam às mulheres ter uma gravidez e um parto em segurança e ofereçam aos casais as melhores oportunidades de educar de forma conveniente as suas crianças.

Como complemento, dezenas de visitantes da Feira tiveram acesso a consultas gratuitas e puderam fazer testes de HIV.

A Semana do Planeamento Familiar conta com o apoio do Fundo da Índia para o Apoio à Aceleração do Planeamento Familiar e o UNFPA.

O projecto assinado recentemente com o Ministério da Saúde visa aumentar a disponibilidade e o acesso a serviços de planeamento familiar de qualidade em São Tomé e Príncipe, em particular, através do reforço das capacidades de prestação de serviços nas unidades de saúde, assim como fortalecer as capacidades de gestão nos níveis central e distrital para melhor acompanhamento e implementação do Plano Nacional de Acção Estratégica para Acelerar o Planeamento Familiar.

O projecto vai disponibilizar também equipamentos e móveis para unidades de saúde nos sete distritos sanitários. Além disso, está previsto operacionalizar uma clínica móvel para expandir a cobertura de serviços de planeamento familiar para as populações que vivem em regiões mais distantes.

A gestão do Fundo da Índia para o referido projecto é feita pelo UNFPA.